Santo André Apóstolo e Mártir. - Missão Família

Santo André Apóstolo e Mártir.

image_pdfimage_print

Foi martirizado no suplício de uma cruz em forma de «X». Segundo a tradição, era 30 de novembro s-andre2do ano 60.

Santo André Apóstolo nasceu em Betsaida, irmão de Simão Pedro, pescador como ele, foi o primeiro entre os discípulos de João Batista a ser chamado pelo Senhor Jesus. Junto a seu irmão Pedro, foi chamado por Cristo a ser «pescador de homens».

O historiador Eusébio de Cesaréia (c. 275-339) escreve que após a ascensão de Jesus, André pregou o Evangelho na Ásia Menor e no sul da Rússia. Depois, na Grécia, ele se converteu em pastor dos cristãos de Pátras.

Lá foi martirizado no suplício de uma cruz em forma de «X», com cordas e de cabeça para baixo. Mais tarde ela seria chamada de «cruz de Santo André». Segundo a tradição, era 30 de novembro do ano 60.

Na audiência geral do dia 14 de junho de 2006, o Papa Bento XVI recordou algumas lições de Santo André apóstolo.

André – indicou o Papa emérito – ensina que «a Cruz, mais que um instrumento de tortura», é «o meio incomparável de uma assimilação plena com o Redentor, com o Grão de trigo caído na terra».

«Temos de aprender uma lição muito importante, advertiu: nossas cruzes alcançam valor se são consideradas e acolhidas como parte da cruz de Cristo, se são tocadas pelo reflexo de sua luz.»

«Só por essa Cruz também nossos sofrimentos ficam enobrecidos e alcançam seu verdadeiro sentido», afirmou o Papa.

Pela relação fraterna entre Pedro e André, a Igreja de Roma e a Igreja de Constantinopla se sentem de maneira especial como Igrejas irmãs entre si. Para sublinhar estar relação, o Papa Paulo VI, em 1964, restituiu a insigne relíquia de Santo André, até então custodiada na Basílica vaticana, ao bispo metropolita ortodoxo da cidade de Pátras.