Sacerdote pede doações para poder operar sua mãe na Venezuela.

0

O sacerdote da Arquidiocese de Maracaibo (Venezuela), Pe. Silverio Osorio, está arrecadando fundos para poder operar sua mãe doente, porque a escassez de medicamentos e a crise econômica dificultam o pagamento dos serviços médicos.

A mãe de Pe. Osorio, Esmeira Mora Faira, passou três meses com disfonia, alteração no tom da voz, que se agravou até ficar sem fala (afonia). A “Mama Esmeira”, como a conhecem, sentia um corpo estranho na garganta, por isso decidiu marcar uma consulta médica.

“Achamos que era uma alergia”, assinalou Pe. Silverio em uma entrevista à ACI Prensa – agência em espanhol do Grupo ACI. Esmeira foi ao otorrino e o médico encontrou na faringe “um nódulo cístico que, de acordo com as características, não é cancerígeno, mas deve ser removido porque está prejudicando as cordas vocais no momento da fala”.

Embora a operação seja ambulatorial, o custo é alto demais, especialmente para um sacerdote da zona rural de Maracaibo.

O custo total do serviço médico, sem contar os medicamentos para tratamento pós-operatório, é de 15 milhões de bolívares (aproximadamente 356 dólares). Na Venezuela, o salário mínimo é de 150 mil bolívares (aproximadamente 3 dólares); o que significa que uma pessoa deve trabalhar mais de nove anos, sem gastar nada de seu salário, para poder pagar a intervenção cirúrgica.

Hoje, 6 de dezembro, um dólar equivale a 44.187 bolívares, de acordo com a DolarToday.

Pe. Silverio ressalta que “o fornecimento de remédios é bastante difícil, bastante caótico”, devido ao alto preço dos medicamentos. “Há pessoas que sofrem com a falta de remédio, como uma simples aspirina, porque não é possível conseguir”, acrescentou.

O sacerdote comentou que enfrenta a doença de sua mãe com a esperança depositada no Senhor, “que é o único que pode nos dar a coragem de seguir em frente”.

Neste Tempo do Advento, carregado de esperança, Pe. Silverio ressalta que, “apesar da escuridão, dos problemas e das preocupações que atualmente temos em nosso amado país, e especialmente nesta cidade de Maracaibo, que viu claramente tudo o que está acontecendo, Jesus vem para nos salvar e nos traz a alegria que regozija, que transforma, que muda a pessoa”.

O sacerdote convidou as pessoas que estão passando por uma situação semelhante à dele, onde enfrentam a doença de um ente querido, a não perderem a esperança, “a perspectiva de que é o Senhor quem faz a obra”.

“Porque se pensarmos que somos nós que vamos fazer a obra, que vamos solucionar os problemas, as dificuldades, estamos perdidos”, assinalou. “De nada serve que os construtores se cansem, se é o Senhor quem constrói a casa”.

Pe. Silverio comentou que, como assinala o Evangelho, “é preciso construir a vida, e depositar os problemas sobre a rocha que é Cristo, Cristo que é a solução, Cristo que é a salvação. Somente dessa maneira podemos seguir adiante e sair de tudo isso”. 

“É um momento muito oportuno para pedir à Virgem Santíssima, Nossa Senhora de Chiquinquirá, para que nos assista e que nos ajude”, concluiu.

Para fazer a doação acesse AQUI.

fonte: https://www.acidigital.com/noticias/sacerdote-pede-doacoes-para-poder-operar-sua-mae-na-venezuela-73701

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.